Transtorno de Identidade Sexual

TRANSTORNO DE IDENTIDADE SEXUAL

Definição

Os transtornos de identidade sexual ou transtornos de identidade de gênero se caracterizam pelo desejo irreversível de viver e ser aceito como pertencente ao sexo oposto, acompanhado por sentimento persistente de grande incomodo e inadequação em relação ao próprio sexo anatômico. Esta condição causa sofrimento clinicamente significativo ou prejuízo no funcionamento social ou ocupacional ou em outras áreas importantes da vida do individuo. Os indivíduos com esse quadro apresentam disforia de gênero, ou seja, o sentimento de profundo desconforto com o sexo designado, a genitália e caracteres sexuais secundários, e também com o papel de gênero atribuído pela sociedade para esse sexo. (Abdo, 2010)

Tratamento

A psicoterapia é parte essencial do tratamento dos transtornos de identidade sexual, acompanhando o paciente desde a definição diagnóstica, à terapia hormonal , androgênica, estrogênica, antiestrogênica e antiandrogênica, à cirurgia e ao pós operatório de redesignação sexual, quando for o caso de transexualismo. (Abdo, 2010), (Lawrence, 2006).

Desde 1997 a redesignação sexual foi autorizada no Brasil pelo Conselho Federal de Medicina, em hospitais públicos, a resolução nº 1.652/2002 revogou a anterior, autorizando também os hospitais privados a proceder as cirúrgicas de mudança de sexo. Mantendo a pesquisa reservada aos hospitais universitários e/ou públicos.

O tratamento do transexual envolve equipe multidisciplinar, psiquiatra, psicólogo, endocrinologista, urologista, cirurgião plástico, assistente social, para um correto diagnóstico e apoio pós-cirúrgico, a curto médio e longo prazos. Para a cirurgia os pacientes devem ter 21 anos de idade e pelo menos dois anos de psicoterapia, devem ser observados sistematicamente o laudo psiquiátrico, garantindo o diagnóstico de transexualismo e os procedimentos prévios são indispensáveis, uma vez que a cirurgia é irreversível. (Abdo, 2010), (Lawrence, 2006), (Oliveira et al, 2007).

BIBLIOGRAFIA

Organização Mundial da Saúde (OMS). Classificação de transtornos mentais e de comportamento da CID-10. Porto Alegre: Artes Médicas, 1993.

American Psychiatric Association. Diagnostic And Statistical Manual Of Mental Disorders. DSM-5.

Abdo, Carmita. Sexualidade humana e seus transtornos / Carmita Abdo, 3ª ed. Atualizada e ampliada – São Paulo: leitura Médica, 2010.

Conselho Federal de Medina, resolução 1.482/97. Diário Oficial da União, 1997; 19 set.

Saadeh. Alexandre. Parafilias, perversões sexuais ou transtornos de preferência sexual. Saúde Total, 2010. http://www.saudetotal.com.br/artigos/sexo/pfilia.asp
Saadeh, Alexandre, e Abdo, Carmita. Transtorno de identidade sexual: um estudo psicopatológico de transexualismo masculino e feminino. Tese de doutorado, 2004.

Lawrence, Anne A. Paralelos clínicos e teóricos entre o desejo de amputação do membro e Transtorno de Identidade de Gênero. Archives of Sexual Behavior junho 2006, Volume 35, Issue 3, pp 263-278, 2006

Oliveira Junior, Waldemar Mendes. Comportamentos sexuais não convencionais e correlações com parâmetros de saúde física, mental e sexual em amostra de 7022 homens e mulheres em cinco regiões brasileiras. Dissertação de mestrado, 2007.

Para agendar uma sessão com a psicóloga Madalena Borges,
entre em contato com a Clínica Socorro Psíquico
WhatsApp (11) 98342 6822

Gostou? Curta e Compartilhe com seus amigos:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Madalena Borges

Madalena Borges

ESPECIALISTA EM CASAIS E FAMILIA PELA UNIFESP, ESPECIALISTA EM SEXUALIDADE HUMANA PELA USP, ANALISTA PSICODRAMÁTICA PELA EPP. madalena@socorropsiquico.com.br

Outros artigos de nosso Blog

Pandemia e a Angústia Circunstancial - Blog Socorro Psíquico

Pandemia e a Angústia Circunstancial

O momento atual coloca a todos diante de uma situação de ameaça e impotência. A ameaça vem de fora, do ambiente e do contato com outras pessoas; a ameaça é real, ela existe por si só e, independente de que alguns possam negá-la ou justificá-la com teorias de grandes conspirações, as pessoas estão de fato adoecendo e morrendo.

CRISES CONJUGAIS E DIÁLOGO - Consultório Socorro Psíquico

Crises Conjugais e Diálogo

É sabido que viver a dois exige um constante esforço de diálogo, compreensão, e disposição para debater os problemas com calma e tranquilidade, longe do calor das emoções. Discussões acaloradas em nada ajudam, muito pelo contrário, costumam colocar mais combustível nos conflitos, levando muitas vezes a brigas sérias e acusações de ambos os lados, com consequências ruins para o relacionamento.

Como está seu casamento? - Blog Socorro Psíquico

Como está o seu Relacionamento?

Sabemos que na nossa sociedade ainda existe uma preocupação com os papéis sexuais, o que compete ao homem e a mulher no casamento, ainda não foi possível privilegiar a relação, a qual acontece no único espaço em que os papéis masculino e feminino entram em confronto.